entrar


Aprendendo e reaprendendo a plantar. Experiência do grupo de mulheres, líderes da Pastoral da Criança, da Zona Oeste do Município do Rio de Janeiro no Projeto Mendanha



                        

Experiência: Aprendendo e reaprendendo a plantar. Experiência do grupo de mulheres, líderes da Pastoral da Criança, da Zona Oeste do Município do Rio de Janeiro no Projeto Mendanha

Chamada: Experiência em agricultura urbana com bases agroecológicas tendo as mulheres como protagonistas

Ano Publicação: 2009
Tudo começou em 2004 quando foi realizado um curso de Resgate de Remédios Caseiros promovido pela Pastoral da Criança com apoio da AS-PTA. A partir daí surgiu a idéia de fazer uma horta experimental envolvendo as lideres de várias Paróquias da região oeste do Município do Rio de Janeiro. Uma área foi cedida pela Igreja onde se deu o plantio.

Na área cedida para a Pastoral da Criança, começamos a fazer reuniões mensais, onde planejamos nossas atividades ao longo do ano. Nessas reuniões conversamos como está o trabalho, incentivamos a sua divulgação para outras Paróquias, visando despertar o interesse das famílias em plantar. Através de visitas às famílias, feitas pela Pastoral da Criança, podemos identificar se as famílias plantam em suas casas. Intercalando com as reuniões fazemos mutirões na horta, onde plantamos mandioca, milho, girassol, feijão, abóbora, quiabo, algumas hortaliças como alface, repolho, chicória e também plantas medicinais. A horta conta com a ajuda de um senhor que mora perto e que cuida voluntariamente. No dia da colheita fazemos uma feirinha para a venda dos gêneros, onde todos levam para casa alimentos saudáveis. O grupo tem a preocupação também de guardar sementes formando um banco de sementes próprio.
Com esse trabalho, as líderes da Pastoral da Criança têm adquirido conhecimento e experiência, que levam para as famílias que acompanham; cultivam plantas que podem ser utilizadas na confecção da multimistura e com a venda dos produtos podem reverter os recursos para a manutenção da plantação. Aprenderam também a valorizar e cuidar da terra, conhecendo melhor as plantas, as épocas de plantio e o seu manejo.
Para o grupo, esse tem sido um grande aprendizado de trabalho coletivo, onde aquelas que têm um pouco mais experiência ensinam àqueles que estão tomando contato pela primeira vez com a prática da agricultura.
Autor(es):

Pastoral da Criança
AS-PTA - Assessoria e Serviços a Projetos em Agricultura Alternativa

Relator(es):

Articulação de Agroecologia do Rio de Janeiro

Áreas Temáticas
 Agricultura Urbana

Áreas Geográficas
 Rio de Janeiro
  Agricultura Urbana

Comentários
Nome E-mail Comentário Data Inclusão