entrar


Sistema ABIO de Certificação Participativa



                        

Experiência: Sistema ABIO de Certificação Participativa

Chamada: iniciativa inovadora relativa ao acesso a mercado de produtos orgânicos

Ano Publicação: 2009
A experiência encontra-se em fase de implantação. Depois de um longo processo de discussão interna, a ABIO concluiu que a certificação não é um mecanismo adequado para a garantia da qualidade da produção orgânica de base familiar, não só em razão de seus custos, como dos princípios que a norteiam e dos procedimentos a que obrigatoriamente deve se submeter. Por outro lado, sendo a certificação compulsória, em muitas situações ela se torna condição para a sobrevivência do produtor; dessa forma, os Associados da ABIO optaram por manter as atividades de certificação sob seu controle, ao invés de comprar serviços de certificação de uma certificadora.Basicamente, a experiência trata do fortalecimento da organização de cada um dos dez Núcleos da ABIO, no sentido de delinear os controles sociais a serem exercidos de forma coletiva e que serão os pilares do Sistema ABIO de Certificação Participativa. Os produtores identificarão os mecanismos de controle e de comprometimento mais adequados às condições do grupo, a partir do relato de outras experiências de certificação participativa, como a da Rede Ecovida e a da ACS (Associação de Certificação Sócio Participativa da Amazônia. A experiência está sendo implantada com o apoio da FAPERJ, através do seu Programa Rio Inovação.
Autor(es):

UFRRJ - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
PESAGRO Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado do Rio de Janeiro
EMBRAPA Agrobiologia
ABIO Associação de Agricultores Biológicos do Estado do Rio de Janeiro

Relator(es):

Articulação de Agroecologia do Rio de Janeiro

Áreas Temáticas
 Processos pós-colheita
 Certificação

Áreas Geográficas
 Rio de Janeiro
  Processos pós-colheita
  Certificação

Comentários
Nome E-mail Comentário Data Inclusão