entrar


Como fazer e guardar sementes: as experiências de Alcebíades e Severino



                        

Experiência: Como fazer e guardar sementes: as experiências de Alcebíades e Severino

Chamada: Armazenamento de sementes no assentamento Terra Prometida

Ano Publicação: 2005
Severino e Alcebíades são moradores do acampamento Terra Prometida, em Chatuba, Santa Cruz, no Rio de Janeiro. Severino saiu de Jacaraú, na Paraíba, há 23 anos e trabalhou no Rio de Janeiro em construção civil e mecânica. Chegou a fazer uma roça no terreno de um sócio antes de se integrar ao MST. Alcebíades nasceu em Itaguaí no Rio de Janeiro e sendo filho de agricultores/lenhadores sempre sonhou em ter seu pedaço de terra. Trabalhou em indústria, em sítios de outras pessoas e vive há 4 anos no acampamento. Alcebíades e Severino separam e armazenam sementes e mudas plantadas na roça.
Para guardar sementes de milho, eles não plantam espécies diferentes na mesma época, porque o milho é “namorador”. Reservam uma distância de no mínimo 400 metros de um plantio do outro, com barreira no meio (mata ou capoeira). No Terra Prometida existem muitas variedades de milho: roxo, branco, preto, amarelo, entre outros, mas o principal é o Cateto. O espaço para plantar o milho é muito variável. Quando se planta com mais espaço, as espigas saem maiores. Para tirar a semente do milho para plantar, eles deixam secar bem a espiga na roça. No nordeste costuma-se quebrar os pés para não encharcar com a chuva. Escolhem as espigas mais bonitas para tirar as sementes, bem distribuídas por toda a área e no mínimo 200 espigas (para garantir a variabilidade genética). Eliminam as sementes das duas pontas da espiga e deixam secar bem ao sol para guardarem o sabugo ou as sementes debulhadas, como preferem. Armazenam em vasilhame limpo e seco. No vasilhame, usam colocar terra de formigueiro ou cinza e costumam deixar bem cheio de sementes para que saia todo o ar. Guardam os vasilhames em local seco e escuro. Os feijões no Terra Prometida são: macassa e preto, plantados na mesma época que o milho. As sementes já colhem secas na roça, depois batem e deixam secar mais uma vez ao sol. O processo de armazenamento é o mesmo que o do milho. Armazenam em vasilhame de plástico (garrafa pet) envolvido em papel preto ou pintado. O arroz (agulha comum, agulhinha e híbrido) é difícil de beneficiar. Eles têm arroz do seco e das águas. Colhem, batem, e deixam secar. O armazenamento é idêntico ao do milho e feijão. Também podem guardar na palha sem debulhar. O Terra Prometida possui muitas variedades de mandioca ou aipim: cacau amarela, cacau branca, cacau vermelha (princesinha), rosa, saracura grande e saracura pequena. Plantam de manivas de aproximadamente 15 centímetros, dependendo da sua qualidade. Só aproveitam os meios das ramas (tiram as pontas). Para guardar, deixam plantadas na roça. Para conservar a rama, juntam em feixe e colocam em buraco de 15 a 20 cm, verticalmente. Assim ficam preservadas até 1 ano. A maniva já cortada dura menos de um mês. As batatas doces são plantadas de rama de 20 cm. Dá para plantar também de batata (pedacinhos pequenos). A rama pode ser guardada até uns dez dias em local fresco. Para armazenar a rama, a melhor maneira é deixar na terra. A batata fica bem conservada se ficar no sol e depois pode ser plantada.
Autor(es):

Alcebíades - Terra Prometida
Severino - Terra Prometida

AS-PTA - Assessoria e Serviços a Projetos em Agricultura Alternativa

Relator(es):

AS-PTA - Assessoria e Serviços a Projetos em Agricultura Alternativa

Áreas Temáticas
 Assentamento Rural
 Armazenamento e Conservação de Sementes

Áreas Geográficas
 Metropolitana do Rio de Janeiro
 Rio de Janeiro

Relações
clique nos ícones abaixo para ver as experiências nestes temas
  Assentamento Rural
  Armazenamento e Conservação de Sementes

Comentários
Nome E-mail Comentário Data Inclusão